27 de set de 2011

Há Amor em Mim

Ontem seria apenas mais um dia daqueles. Acordei com alguns abacaxis espinhados para descascar. Um deles, envolvendo ser intermediária num conflito afetivo-familiar. Pra isso, acordei cedo, deixei meu filho sob a responsabilidade do marido. Fingindo ignorar a pergunta que ele vinha me fazendo há dias: "- mãe, a gente vai pegar doce?" E sai, com o coração apertado, por mais uma vez, deixar meu pequeno para trás e ir resolver pendengas alheias.

Não sei em que exato momento, percebi que estava tudo errado, que eu estava errada, que aquilo que estava tentando intermediar, era consequência de atos similares ao meu, ao deixar meu filho sem resposta pra sua pergunta. Disse adeus e fui me embora, ainda há tempo de segurar a mão do filhote, marido botar a mochila nas costas e durante duas horas e meia, fomos correr atrás de doces.

E foi ali, vendo meu filho correndo feliz com as outras crianças, agradecendo a cada saquinho ganho, que vi que o amor se perde fácil se não cuidarmos dele. Como dizia o Pequeno Príncipe, nós somos responsáveis por quem cativamos. E responsabilidade significa pequenos gestos de carinho, dedicação e afeto.

Nessa caminhada junto ao meu marido e filho, percebi que o mundo pode ruir, que as coisas podem insistir em não dar certo, que a vida pode fechar mais portas, do que abri-las, mas quando há amor dentro da gente, tudo fica diferente, ficamos mais fortes.

Ouvir meu filho ao final de uma tarde exaustiva - o pequeno andou muito - chegar em casa, com vários saquinhos de doces e brinquedos, abrir um sorriso banguela e me dizer feliz que ele nunca esqueceria aquele dia, que fora o dia mais feliz da vida dele, o amor que há em mim transbordou e inundou de esperanças e certezas de que dias melhores virão...

_________________________________________________
Este post faz parte da Blogagem Coletiva "Há Amor em Mim" - promovida pela Elaine Gaspareto em comemoração aos 3 anos do blog - Um Pouco de Mim.
Aproveito para dar parabéns a blogueira e ao blog - um dos mais especiais da blogosfera, sempre com textos prontos a te cativarem ou te auxiliarem. Vai e aproveite para ler outros que também estão participando da blogagem.

39 comentários:

Dona Amélia disse...

São para momentos assim que ainda tenho esperanças de ser cântaro, pra poder me transbordar ainda mais de amor!

Você fez certinho, frô!

Xêros
Paty

Bia Jubiart disse...

Bom dia Bella!

Lindo momento de amor, esses ficam p/ sempre...

Beijooooooooooooo

Celina Dutra disse...

É bom começar o dia com amor! O amor só faz bem!

Girassóis e beijos

Carine Gimenez disse...

Sem dúvidas somos responsáveis por tudo o que cativamos.
Momentos como esse,vivido por você,não tem preço.
Não há riqueza que compre o amor!
Beijos querida.

.Intense. disse...

Que lindo. *.*
Aqui as crianças não fazem isso. É tipo um Halloween, né? Eu acharia o máximo.

Vi a proposta da blogagem coletiva qdo vc postou pelo twitter, e me deu vontade de participar. Andei me achando cheia de amor, por tantas coisas. Mas agora vejo que nenhum é um amor que me preenche. Como se eu tivesse ficado sequinha. Um rio seco sem amor. Ai que horror, né? Me resta me sentir orgulhosa e enlevada pelo amor de vocês todas.

Parabéns pelo post, Patri.
E, deixa eu comentar uma coisa: eu ainda não tinha lido nenhum dos contos anteriores da Poliana né. Comecei a ler o do divórcio e quase infartei - que susto! ahuahuahauha Agora li tudo e, gostei muuuuuito! o/

Beta disse...

Oi querida.
Você está certa sabe, as vezes deixamos de lado quem mais amamos, por coisas alheias às nossas vontades...
Lindo seu texto!

bj

beta

She disse...

Ahhhhh Patrícia, vc tb me emocionou que coisa mais linda! São nesses momentos mesmo que o amor chega e diz que está aí pra ser vivido... Show! Adorei, parabéns pela participação! Beijo, beijo!
She

Orvalho do Céu disse...

Minha flor
Portas fechadas... passagem livre pro AMOR...
Há amor em mim
Há amor em ti
Há amor em nós

Bjm de paz

Adriana Balreira disse...

Paty,
São momentos assim pequenos, singelos que a gente vê o quanto amor temos dentro da gente. Olha que lindo o seu filhote dizer que foi o dia mais feliz da vida dele. Isso não tem preço! Fazer uma pessoa feliz é mais do que grande amor dentro da gente!
Beijos
ADriana

Andreia Lica disse...

Patricia,

Quando a simplicidade de um ato proporciona felicidade a outrém, vemos que vale a pena insistir na vida, mesmo que dificuldade esteja presente, é possível sonhar com dias melhores. As crianças são sábias e nos ensinam muito mais do que as ensinamos. me emocionei com a simplicidade, mas também com a intensidade dos sentimentos.

Bjão

Palavras Vagabundas disse...

Que doce! Felicidade é isso, pequenos momentos vividos intensamente.
bjs
Jussara

Irene Moreira disse...

Paty
Chorei lendo teu post. Que gostoso ver a alegria que seu filhinho sentiu vivendo a magia desse dia de Cosme e Damião.

Com certeza dias melhores virão, pois já passei por coisa similar e o importante que nunca percamos a fé e o amor que existe dentro de nós.

A família é o amor mais sublime que nos enche de força e energia para continuar caminhando nessa estrada da vida.

Parabéns a você que tem nas mãos o dom da arte e da escrita cercados de todo esse amor.

Parabéns a nossa amiga Elaine por promover uma Blogagem Coletiva que semeia o amor em toda essa Blogosfera.

Beijos no seu coração e a essa linda família.

Telma Maciel disse...

é engraçado como é uma coisa simples, um simples correr atrás de doces (mas q só acontece uma vez por ano, né?). Mas q se torna tão especial a ponto de me emocionar daqui (será a TPM? rs). Mas é q tenho tantos planos q qndo vejo posts sobre erros e acertos com filhos, é como se fosse pra mim! rs
Beijão!

Lola disse...

Tanta gente cobiçando tanta coisa e esquecendo do principal: que o amor que existe dentro da gente faz com que, atitudes simples, se tornem espetaculares!

Linda história amiga!
Bjs

Janaína (Abacate) disse...

Paty, ter certeza que dias melhores virão, só um filho mesmo pra dar, né!?
Amei!

LILIANE disse...

oi Patricia
puxa.... que bom, mas que bom melhor que você escolheu a melhor parte.
Não que ajudar alguém da sua família fosse ruim, mas certamente este dia será inesquecível.
E foi simples, né.
Sem coisa difícil.
Ah.. que vc vive muitos dias assim
Parabéns por escolher o amor, viu
bjs

Grace disse...

Parabéns, Patrícia! Adorei esse teu amor. Gostaria de ter feito isso, também, quando precisei...mas tenho me esforçado...beijos!

Alessandra disse...

Muito linda sua mensagem!!Parabéns!
Bjo Bjo
http://eutenhopressaemuitacoisameinteressa.blogspot.com/

Josiana Leite disse...

Lindo texto querida realmente são nos simples gestos que encontramos o amor, é tão simples que as vezes esquecemos de crer, muito amor em seu caminho, tudo de bom para você e sua família.

Bel disse...

É isso aí, amiga... dar valor a quem tem valor de verdade!!!
Beijo na família querida!!!

Joana disse...

Que bom que vc voltou e se juntou aos seus e vcs foram felizes. O amor é regado por momentos assim.
Beijinhos

Vívian Fonseca disse...

Olá!!
Coisa mais linda esse post.
Ainda bem que no fim o amor sempre vence!!
Bjs

Tatiana Moreira disse...

Eu costumo dizer que Deus é tão perfeito que coloca os filhos na nossa vida para que possamos aprender juntos com mais facilidade!
Adorei a sua postagem!
Eu também participei dessa maravilhosa Coletiva. Ver a Blogosfera colorida por tanto amor... É maravilhoso!
Um abraço carinhoso

Bel Rech disse...

Nada como um sorriso banguelinha e do amor dele para com a gente...Seu amor deixou o restante e a levou para o amor mais importante que é de um filho...
Paz e bem

Carla Patrícia disse...

Tua atitude com teu filho foi maravilhosa...um amor assim, incondicional e verdadeiro dá forças pra que a gente consiga superar tudo!

Carla
http://pathyarteira.blogspot.com
Vim pelo mosaico da Elaine!

Carla Patrícia disse...

Tua atitude com teu filho foi maravilhosa...um amor assim, incondicional e verdadeiro dá forças pra que a gente consiga superar tudo!

Carla
http://pathyarteira.blogspot.com
Vim pelo mosaico da Elaine!

Renata Guidinha disse...

O grande segredo da vida é saber fazer escolhas. Parabéns por ter ouvido a voz do coração. Isso fará diferença por toda a vida de seu filhote. Amei a postagem.
Bjks
Renata http://cercaviva.blogspot.com/

Mahria disse...

Que linda sua participação, é certo que dias melhores virão.


Bjs
Mah

Rosa Branca disse...

Oi Paty minha xará, passei para visitar a blogagem coletiva e me deparei com esse cantinho maravilhoso, estou seguindo! Me visite www.agape-amorverdadeiro.blogspot.com e www.patyiva.blogspot.com Bjos

Elaine Gaspareto disse...

Paty,
Porque o amor precisa de tempo pra se mostrar, né? A gente vive deixando o tempo do amor passar... que bom que você voltou, e foi amar seus meninos... sim pois o marido com certeza também preferiu você com eles, né?

E muito obrigada pelas palavras gentis sobre mim.
Beijosssss

Iara disse...

Querida amiga, o tempo e amor que dedicamos a nossos filhos é o melhor amor do mundo.
Porque amamos muito mas também somos tão amados que encontramos esperança se renovando todos os dias.
Beijos

Lucinha disse...

Paty,

Ele nunca esquecerá esse momento. Que bom que você pensou há tempo. Esses momentos não têm preço. A vida passa rápido demais, e temos que viver intensamente.
Faça sempre isso. Foi uma decisão muito acertada.
Há amor em você, muito amor.
Beijos

Luci Cardinelli disse...

De fato há momentos que podem parecer bobos, mas que são de importância ímpar.

beijos procês e ótima semana!

Elaine Cunha disse...

Olá, Patricia!

Se não cuidarmos morre mesmo. Muito oportuno o que vc escreveu. Sei que muitas vezes é mais fácil fazer de conta qu enão ouviu e não entendeu um peido especial.

Mas de que adiantaria resolver as pendengas alheias e vc criar algumas em seu próprio lar, não é?

Amar é uma escolha!

Abraços,
Elaine Cunha

Tays Rocha disse...

Pat, eu disse no final do post da Mariana e sempre digo... que não importam as dificuldades e adversidades que a gente enfrente, as dores e sofrimentos, mas acordar e vê-los sorrindo inocentes pela manhã é algo simplesmente reconfortante e revigorante, reabastece nosso reservatório de amor e esperanças! Relato lindo e vc foi sábia... vc e sua família em primeiro plano sempre! E certamente que dias melhores virão, e virão prá ficar!
Beijos ♥

Vanessa disse...

Quem tem o que você tem, tem tudo, Patrícia. É claro que no pacote do "tudo", estão os problemas abacaxíticos também. Mas com amor dá pra ir descascando aos poucos, né?
Adorei saber que você voltou e passou a tarde pegando doces. :-)

beijos

ELAINE disse...

Patrícia! Sempre haverão dias melhores! Por maiores que sejam as nossas dificuldades, é sempre um aprendizado, nos torna melhores e mais fortes...Lindo!! Já tô te seguindo! Será bem vinda pra conhecer e seguir tbm! Se quiser...
Hehehehehe
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
Grande bjo!
Elaine Averbuch Neves

MARLENE disse...

OLÁ! LINDO TEXTO E SUA ATITUDE DE CURTIR O FILHOTE FOI MAIS LINDA AINDA! PARABÉNS!
BJS,

MARLENE DA PAZ
FLORES E FRAMBOESAS

Renata Brigeiro disse...

Oi Patricia!!! É verdade. Nós colhemos o que semeamos. Se damos amor, é amor que colhemos. Temos de aproveitar pra "dar colo" quando eles precisam e enquanto querem, porque o tempo passa, a vida passa e depois eles encontram um novo colinho, e aí quem precisa de colo somos nós. Obrigado por partilhar seu amor, e me fazer ver a melhor escolha.
Abraço