9 de out de 2011

Uma Gravidez Anunciada


Um homem misterioso apareceu nos meus sonhos num dos piores dias da minha vida. Era um período turbulento, estava desempregada, morando na casa dos meus sogros, tendo que acionar juridicamente a empresa onde havia trabalhado para conseguir meus direitos. 

Naquela mesma semana, tinha tido uma crise histérica/depressiva depois de ter sido chantageada pelo meu antigo chefe, com direito a vasos sendo jogado no chão e objetos sendo quebrados. Então esse homem surgiu e de maneira clara, mandou que me acalmasse pois senão prejudicaria o Daniel. Que eu deveria cuidar muito bem dessa criança, pois ela seria muito especial.

Acordei muito impressionada, querendo saber do que se tratava aquele sonho. Afinal, embora eu e marido não descartássemos a ideia de ter um filho, meu relógio biológico estivesse apitando desvairadamente e eu estivesse na beira de completar 35 anos, ter um filho era uma hipótese remota, não só por ter nascido - como eu dizia pra todos - desprovida do tal instinto materno, mas também por um laudo médico que praticamente instituía que eu não poderia engravidar..

Duas semanas depois apareciam duas linhas no teste de gravidez e eu lembrei do sonho e do tal homem e de que deveria ficar bem para o Daniel. Aquela noite, eu fumei meu último maço de cigarro (voltei recentemente a fumar, mas depois daquele dia, fiquei cinco anos sem fumar um único cigarro!). 

Quatro meses depois, a ultra confirmava o tal homem e apontava que seria mãe de menino. E, já que o homem tinha acertado tudo, o nome tinha que ser Daniel. 

Dani provou ser uma criança especial ainda na minha barriga, ao nos brindar com sua presença nos nossos sonhos - meus, do marido e até da cunhada - sempre dizendo que tudo iria ficar bem. Nos sonhos do pai, aparecia exatamente nos momentos mais difíceis e dizia que iam ser muito amigos. Em todos os sonhos que apareceu, tinha a idade e a aparência que está hoje em dia...

E essa sua presença tranquilizadora foi fundamental, apesar de ter tido uma gravidez quase tranquila, marido adoeceu seriamente durante toda ela, tendo que ser afastado do serviço para melhor se tratar e até mesmo da gente - eu e Dani -  durante alguns dias, por conta do tratamento químico que foi obrigado a fazer.

Ah, e o instinto materno que eu achava que não tinha, surgiu na forma de um amor avassalador, que se iniciou ao ver aquelas duas linhas se formando no teste de farmácia e que só faz crescer cada vez que olho o meu pequeno se transformando numa pessoinha maravilhosa.
__________________________________________________________
Esse post inicia a Semana da Criança. Durante essa semana vou postar aqui histórias infantis que escrevi para meu pequenino e que tanto o encantaram. Espero agradar também outros pequeninos e pequeninas!

12 comentários:

Dona Amélia disse...

É incrível como a vida da gente tem lances tão parecidos, né?!
Dá pra ver que o Daniel é uma criança feliz, e que tem muito amor!

Xerinhos
Paty

areiasdejade disse...

É a maior paixão da maioria das mulheres,os filhos; digo maioria porque sempre existe excessões.
Nely

Celina Dutra disse...

Patrícia,

Comovente depoimento. Obrigada! Um beijo para o Daniel.

Girassóis nos dias dessa família! Beijos

Carlos Mascarenhas disse...

Eu fiquei frustrada por não ter conhecido os dois homens da sua vida... Mas até parece que já conheço!!!
Querida, que Deus continue abençoando a família de vocês, e que nos momentos difíceis vocês sejam cada vez mais amigos!
Beijoooooo

Neli Rodrigues disse...

Eu tb acha que não tinha instinto materno...estávamos enganadas.
Que história linda, com certeza foi um anjo, anunciando a chegada de outro anjo.
Tb já recebi mensagens através de sonhos e a gente só acredita depois que ele se materializa.
Bjs♥

Carine Gimenez disse...

Que lindo Pat!!
Eu acredito nessa coisa de sonho,instinto,"impressão"... não sei explicar muito bem,mas acredito.
Beijos pra vocês três.

Luci Cardinelli disse...

Que experiência linda :) Creia no Daniel, tudo vai dar certo!

beijo e ótima semana!

Beta disse...

Nossa qurida! Que lindo!!!

Assim é, assim será! Dará tudo certo!

bj
beta

Maiby Martins disse...

é só mais uma prova de que Deus é por nós e que os espíritos monitoram nossa via e nos ajudam qdo mais precisamos.
Daniel veio para "arrumar" a vida de vcs e para fortalecê-los.
um beijo à vida!

Andreia Lica disse...

Tudo acontecec na hora que tem que acontecer, nem mais cedo nem mais tarde...O Daniel é um anjo que veio trazer muitas coisas para você aprender e entender. Ele é um menino iluminado e creia que ele ainda trará muitas outras alegrias para ti.

Bjão

Cissa Branco disse...

Patrícia,

Que lindo esse post, um aviso e a certeza de que dias melhores virão, pois com o Daniel ao teu lado, não existe nada que não possa alcançar.
Grandes beijos e vamos ficar ansiosos pelas histórias.
Beijos

Caroll disse...

Que história linda, Pati!!
Eu não sou casada e nem pretendo ser mãe tão cedo,mas tive um sonho em que ouvi a idade que seria mãe,o sexo do bebê e o nome...
Que Deus abençõe você e sua família!
Abraços