11 de jul de 2011

O Que Sou

Não é por que fico em silêncio, que não te escuto. Não é por que não compartilho segredos e na maioria das vezes, apenas me calo, escutando, que não estou presente. Não é por que não fale, que não sinta. No fundo, queria ser diferente do que sou, mas eu não posso. 

Essa sou eu, calada, introspectiva, tímida, mas pronta a abrir meus braços e oferecer meu colo no momento que precisar...

________________________________
Poliana e suas aventuras continuam amanhã - ainda não leu o primeiro capítulo? Corre no post anterior e conheça as desventuras de uma cama inflável.

6 comentários:

Celina Dutra disse...

Já li o primeiro dia da Poliana e gostei, aguardando o próximo.

Girassóis nos seus dias.

Beijo

Sherol Vinhas disse...

É uma novela bloguística mesmo ou uma narração da sua vida real?

Glorinha L de Lion disse...

OI Patrícia, vim te agradecer pelo apoio. Essa estória de se ter amigos na net ou no mundo bloguístico é balela...às vezes de quem a gente menos espera é que vem a solidariedade e o ombro amigo! Os que se dizem amigos, juram de pé junto que vão comprar nosso livro...pode esquecer...é tudo estória da carochinha, conversa pra enganar bobo e parecer que são todos bonzinhos aos olhos dos outros. Obrigada, de coração. E adorei a estória da Poliana no colchão inflável...tá parecendo até a minha cama, um se mexe de cá o outro sacode de lá...um horror! rsrs beijos,

Cintia Branco disse...

Patrícia,

Vou ter que me render a Poliana, mas um vício que vou adquirir, depois se me ajuda com a terapia?!
Seu comentário vai ficar guardadinho até o dia do sorteio para não haver dúvidas do processo, kkk.
Beijos e obrigada pelo carinho

Dona Amélia disse...

Eu sou uma priovilegiada por contar com todo esse teu abraço, que mesmo de longe, sinto tão cheio de boas energias! ;oD
te amo desse jeitinho, amiga/mana! ;oD

Xêros
Ainda vou ler a novelinha! rs
Paty

Irene Moreira disse...

Que bom amiga saber amiga. Quantas vezes precioso tanto de um abraço amigo. É tão bom e faz um bem.

Beijos