24 de out de 2010

Ideologia, a resposta que eu procurava.

Dentre as piores frases feitas sobre gordura, algumas são mais detestáveis, por exemplo: só é gordo quem quer. Ora!? Quem é que quer ser gordo? Acho que a única vantagem de ser gordo é comprar roupa, você não tem muito o que escolher, compra a calça que entra em você, que sempre combina bem, com a blusa que fecha.

Pensando bem também tem a vantagem dos apelidos, só quem é gordo, pode escolher como deseja ser carinhosamente chamado: rolha-de-poço, baleia, gordinho, fofinho – alias, tem coisa mais meiga do que um ser de quase 100 kg ser chamado de fofinho?

E tem o senso comum, quer emagrecer, come mato! Mas, e não é que eu esteja querendo sabotar a dieta de ninguém, mas a vaca come mato o dia inteiro e é... digamos assim... uma vaca!

Mas eu tento, eu juro que eu tento emagrecer! Recentemente tentei a mentalização positiva: eu sou magra! Eu sou magra! Colei bilhetinhos pela casa toda. Gravei no mp3 e fico ouvindo isso o dia inteiro. Não vou mentir, eu estou convencida da minha magreza, o problema são os outros.

Por isso acho que a estratégia deveria ser diferente, eu não tenho que me convencer que estou magra, tenho que convencer os outros. Acho que vou alugar um carro de som e sair pela cidade, berrando: Ela esta magra! Ela esta magra. Desse jeito nunca mais precisaria fazer dieta.

Nas minhas tentativas desesperadas de perder alguns quilos, até em psicóloga já fui. E ela me disse, que o problema era a culpa. Comer não engorda, o que engorda é comer com culpa. Então deixa ver se entendi, se eu devorar uma travessa inteira de lasagna e arrematar com um pudim de leite, mas tudo isso em estado Zen, não engordarei uma única grama?!

Eu acho que no final o meu problema é a contestação. Desde pequena eu era a do contra: meninas brincam de boneca, mas eu queria soltar pipa com os meninos; na adolescência, no auge dos cabelões a lá anos 80, eu cortei o meu joãozinho; quando o mundo inteiro desistiu do socialismo, eu decidi ser comunista. E, é claro que em uma sociedade que quase te impõe um padrão anoréxico de beleza, eu tenho que ser gorda! Ideologicamente gorda, melhor dizendo.

25 comentários:

Lola disse...

Adorei! Ideologia: solução dos nossos problemas! hahahaha

Bjs

Accácia disse...

Eu sou gorda e detesto esa opressão para emagrecer!
A minha sorte?Um puta autoestima!
Nunca deixei de fazer NADA por ser acima do peso!Até os homens que quis eu tive!E tenho até hoje se assim desejar!
Essa ditadura da magreza é uma merda!!
Adorei o post!
beijo!
Accácia/Afrodite

Accácia disse...

* uma puta autoestima!!

Regina Laura disse...

Patrícia, adorei!!!..kkkkkkk
Sair pela rua convendo os outros de que se está magra foi ótimo!!
Esse padrão de beleza esquelético enche a paciência de qualquer um!!
Bom mesmo é ser saudável.
Mas sem neuras, né não? ;)
Beijo grande

Kelly disse...

Tà resolveu o seu problema, mas e eu? Nunca sou do contra, vivo tentando agradar gregos e troianos, mas a pança continua aqui rsrs
beijos

Vanessa disse...

Patrícia, nem me fale, eu estou acima do peso há uns 2 anos e emagreço muito lentamente. Agora me apareceram cistos nos ovários e ficou tudo mais lento ainda. Mas eu chego lá.

bjs

Elaine Gaspareto disse...

Patrícia, quem foi mesmo que disse: "O inferno são os outros"?
Eu concordo. Por isso os grandes santos e sábios eram eremitas. No meio das pessoas eles jamais seriam. Jamais rsrsrs

Esquenta não... viva a vida, menina, que ela é curta e pode ser boa mesmo pesando 100 quilos.
Se bem que pesar 50 deve ser ma´s fácil de se levar. Literalmente rsrs

Beijossss

Bel disse...

Hahahaha só vc, PAt, pra me fazer rir agora. Ainda mais de pegar os resultados dos meus exames, e as taxas estarem toooodas altas! Bléh.

material girl disse...

Ui, é rebelde mesmo, rs. Eu já quis me conformar com os quilos a mais, mas me senti melhor quando consegui perder peso, acho que tive mesmo dificuldade com as mudanças que o corpo sofreu com a gestação, já que fui muito magrela até então...

Um dia me livro desta opressão, rs mas por enquanto preciso sim, me sentir dentro de um peso X para me sentir melhor comigo.

De qualquer modo, não conheço gordinhas mau humoradas, comer faz bem, aaah, isso faz!!

Vivi Oliveira disse...

Me acabando de rir...vc aprendeu direitinho a praticar o segredo amiga kkkkkkkkkkkk sabe que essa semana o cara de Junto e Misturado estava fazendo exatamente isso,com um fone de ouvido ele ouvia no sofá,confortavelmente deitado " e 1 e 2 e 3 você está adquirindo um abdomem lindo" kkkkkkkkkkkkk Eu me acabei de rir. Mas acho que o segredo é vc acreditar e sentir-se bem com vc e desconsiderar os outros,se vc for magra ainda vão arranjar uma foma de falar de vc...nem Jesus agradou a todos...atualmente penso nisso e procuro me perdoar por eu ser eu e mando os outros as favas kkkkk As vezes funciona kkkkkkkkkkk Cheiro! Adoro seu blog!
Vivi Oliveira

Bia Bernardi disse...

Independetemente de ser gorda ou magra, alta ou baixa, rica ou pobre, chata ou legal, o que importa é a sua qualidade de vida! Se não estamos felizes quando estamos sozinho é porque, na realidde, estamos em má compania... Pensando nisto é que digo: seja feliz independente do mundo lá fora!
Bêju!

Fernanda Reali disse...

Como disse Elaine, com 100kg ou com 50kg, a vida é boa, mas com 50 é mais fácil. Concordo. Pra andar, pra respirar, pra se mexer, ser magro é mais fácil. Mas fique leve dentro do teu formato (de corpo e de vida), não no formato imposto.

beijooo

Aline Carvalho disse...

Patricia, posso reproduzir seu texto no Blog gmaravilhosas.blogspot.com ? com todos os credito e endereco do seu blog? seria uma honra pra nos!! contacte-me, alinecaval@hotmail.com beijoss!

iara-alencar disse...

Dona Patricia!!
Sabe o que é pior??
É ter que provar e mostrar para outras pessoas que voce não é doente, não está mal, não esta deprimida, a tua vida está bem e que voce não precisa de ter 60kg e ser linda pra ter sexo!!

Porque a pessoa tende a olhar o gordo e achar que ele precisa de regime, que ele precisa de tratamento.
Pior , muiiiito pior, vem com aquela máxima: “voce não vai emagrecer sem parar de comer”, aí voce não pode ir numa festa, que praticamente te escondem os doces.

É por isso e mais outros que eu prefiro meu canto e meu mundo, assim não tenho que ouvir gracinhas.

Iara

Giuliana: disse...

Concordo com a Fê!

Talvez não seja questão de estereótipo, mas de qualidade de vida.

Beijos.

Mara disse...

Deixa a gordinha aqui abraçar a gordinha daí!!

adoro!

Telma Maciel disse...

Sabe uma das coisas que eu ODEIO? A padronização da beleza. Eu sou a favor de ser feliz como se é!
Sei que mta gente deve falar: fácil falar, vc é magra e talz... Mas sabe o que acontece? QUAL MULHER ESTÁ SATISFEITA COM O PRÓPRIO CORPO? Não sei, não... Daí o que acontece? Chego no trabalho, onde só tem homens no meu setor, e ficam me vigiando. Outro dia levantei o braço, a blusa levantou e um falou "Tá ficando barriguda, hein, Telma?" E eu respondi "vá se f&#%$%!" Libertador...
Evito me preocupar com o que os outros pensam. E só vou fazer isso qndo o namorado começar a reclamar, mas ainda assim vou avaliar se vale a pena me esforçar rs
Um beijão e seja feliz consigo mesma!!!

Nira disse...

Ideologicamente gorda... gostei!

Matheus Farizatto disse...

Quem é essa tal de "Culpa"? Preciso ter uma conversa com ela. Será a única vez que ela verá a luz do dia! Raaaaaááá!

BJO DO FOFO, FOFA!

Jurubeba disse...

Paty,

Excelente texto, mas isso é normal vindo de você!

A nossa sociedade atual impõem padrões - temos que trabalhar com X, temos que ser magras, não podemos falar palavrões, temos que nos vestir assim, temos fazer isso, temos, temos, temos...
Sofri muito na minha adolescência com esse exigência desmedida.

Acho que todos devem ler esse seu post maravilhoso, divertido e real!

Beijos ;)

Jady disse...

kkkkkkkkkkk ADorei ;-)

E, sim, eu percebi que comer sem culpa faz um bem danado a alma ;-)

Jady disse...

kkkkkkkkkkk ADorei ;-)

E, sim, eu percebi que comer sem culpa faz um bem danado a alma ;-)

Greice disse...

Oi, Patricia.
É minha primeira visita ao teu blog e de cara já me identifiquei!
Já cansei de fazer dietas milagrosas para emagrecer e ver que foi pura perda de tempo até que resolvi procurar ajuda profissional que era meio nutricionista meio psicóloga.
No fim das contas, o que conta é a tua auto-estima. Se a tua está em dia, não importa o que o espelho tenta te dizer!
Beijo!!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

acho que já falaram tudo aqui, nem preciso repetir o fato marcante dos seus textos que é a qualidade sem igual.

hahaha rachei com o humor, a ironia na dose certa.

haha e coma sem culpa, mate os outros sem culpa, não tem problema, a saída é a psicopatia.

ser gorda como resistência, adorei! e não é verdade? cheeeeeeeega desse mundo anoréxico, feito de esqueletos que sorriem com fome. afff

bjs

Pandora disse...

Eu queria saber pq as pessoas pensam que o belo é só o magro, o seco... as modelos e pq nos sabatinam com essa ideia de beleza!??? Socorro!!!