5 de jan de 2010

Bilhete Suicida

Você conseguiu. Vou me matar. Também o que você queria depois de me trair com aquela... aquela... sinto tanta raiva que sequer consigo pronunciar o nome daquela mulherzinha desprezível, que se dizia minha melhor amiga!

A partir de hoje você poderão ficar juntos para sempre, isto é, até ela te meter um chifre - você bem sabe que tipo de mulher ela é, não é?. Fiquem juntos, mas carregando a culpa da minha morte. Morri por sua causa, ouviu bem? Por sua causa!

Acabo de engolir uma caixa inteira de calmante. Misturada com whisky... O seu! Aquele de 12 anos que ganhou do chefe, quando completou dez anos de firma. É isso mesmo que você acabou de ler, eu bebi todo o seu whisky de doze anos! Todo não, uma parte eu usei para encharcar os seus ternos, antes de botar fogo neles!

Você vai ter que pedir para aquela mulherzinha desgraçada comprar roupas para você. Pois eu queimei todas. Ah, e os seus livros, foram todos doados para a biblioteca no bairro. Os cds eu dei para aquele vizinho maconheiro que você detesta. Todos eles.

E tem mais, sabe aquela foto sua de pon-pon e fio-dental rosa - Como? você nunca tirou uma foto assim? - Ah, seu bobo, o photoshop faz coisa que até Deus dúvida. Foi a melhor montagem que já fiz. Ficou perfeita. Espalhei pela internet. Até mesmo naquele fórum que o dono da empresa faz parte. E mandei também para todos os e-mails da minha lista, e da sua.

Sinto que agora o fim se aproxima. Aproveito para me despedir, tomando o último gole do seu whisky. Que por sinal é muito bom.

Só mais uma coisinha, eu fingia orgasmo e seu pau é muuuuiiiito pequeno.

Nenhum comentário: