5 de fev de 2009

DESVENTURAS AMOROSAS

Ela pensa no que falar para ele. Ensaia a declaração perfeita e sonha com beijos molhados, multiplicação de línguas.

Ele pensa no que falar para ela. Planeja atos, sonhando com o cheiro dela, suores e coxas no lençol. Mas, mistérios da nossa condição humana, ela engole sorrisos e disfarça a vontade do beijo no gelo do refrigerante. 

Com frases feitas ele ergue barreiras e esfria desejos. No fim da noite eles seguem, retas paralelas, a buscarem um possível ponto de encontro, no infinito.

Nenhum comentário: