21 de fev de 2014

Blogagem Coletiva "#ASemana" 2 - Tudo Novo de Novo.

Essa semana foi divida entre caixas e decisões, sorrisos e lágrimas. Mudança foi/é a palavra chave.  Uma semana de dor latejante, mas com a certeza de que  "é o que pode/deve ser feito";

Sempre acreditei que a vida é aquilo que a gente vai construindo com nossas próprias mãos. Nossos pés sempre escolhem o caminho que naquele momento, lhes parece mais certo.

Se lá na frente descobre que o caminho foi errado, não dá para voltar atras e tentar "recaminhar" sobre as próprias pegadas. 

Maior que todas as leis, a certeza de que a vida segue. E, são nossos pés que definem nossos passos.

Foram meus pés que trouxeram até o final dessa estrada, lá na frente, tem um muro e continuar reto, só implicaria cabeçadas no concreto. Há que se aprender a importância de recuar. Dois passos pra trás, já dizia Lenin, pra que se enxergue melhor o caminho e possa visualizar outras estradas.

Todo ciclo que se encerra não da maneira desejada, trás embutido dor, insegurança, uma certa noção de que fracassamos.

Porque a gente cresce ouvindo sobre como ter a sua vida definidinha quando crescer: você tem que ser bom profissional, boa esposa, boa mãe, boa (acrescente qualquer coisa) - então quando você se descobre naquela idade cuja linha começa a descer, com sua vida toda de pernas pro alto. Dói. Dor que dilacera, pois você passa a ser aquilo que a sociedade diz pra não ser...

Mas, de novo, são seus pés que definem a caminhada. Tai o jogo zerado e de caixas e malas prontas pra começar tudo de novo. De tudo que aprendi nessa longa caminhada é que poucas coisas são verdadeiramente essenciais. De repente, o supérfluo é tudo aquilo que precisamos abrir mão para garantir a felicidade daqueles a quem você ama.




Paulinho Moska
Vamos começar
Colocando um ponto final
Pelo menos já é um sinal
De que tudo na vida tem fim

Vamos acordar
Hoje tem um sol diferente no céu
Gargalhando no seu carrossel
Gritando nada é tão triste assim

É tudo novo de novo
Vamos nos jogar onde já caímos
Tudo novo de novo
Vamos mergulhar do alto onde subimos

Vamos celebrar
Nossa própria maneira de ser
Essa luz que acabou de nascer
Quando aquela de trás apagou

E vamos terminar
Inventando uma nova canção
Nem que seja uma outra versão
Pra tentar entender que acabou

Mas é tudo novo de novo
Vamos nos jogar onde já caímos
Tudo novo de novo
Vamos mergulhar do alto onde subimos
__________________________________________________
Essa postagem faz parte da Blogagem Coletiva #ASemana organizada pela Fernanda Reali.
Aproveita e vá ver como foi a semana das outras blogueiras.

16 comentários:

Luciana Aragão disse...

Eu ouvia tanta coisa quando era pequena...ia ser isso, aquilo e blá, blá, blá....virei professora!

Fernanda Reali disse...

Pat, eu só quero dizer uma coisa: quando te conheci, tua "bio" no twitter dizia que tu querias ser invisível. Três anos depois, tu tens uma loja virtual com nome reconhecido, clientes fiéis, publicou um livro, está prestes a publicar outros, conseguistes te reinventar profissionalmente. Acompanho de perto o suficiente pra ver que tu estavas numa desconstrução psicológica e que estás numa reconstrução, que te deixa cada dia mais firme.

Te apóia nos amigos, nas pessoas queridas e, principalmente, no teu FOCO. mais do que nunca, o que vai te salvar será teu foco. Foco no que tu fazes hoje e nos teus objetivos futuros. Não desvia o olhar para o lado negativo. Força, foco e fé - o clichê está bem adequado a esse momento atual. Beijoooo

Tays Rocha disse...

Lendo daqui, sinto sua ngústia, me dói... Concordo com a Fer, com cada palavra que ela escreveu. Por mais doloroso que seja, foco no futuro, olha em frente e busque aquilo que você quer ser e não o que os outros acham que seja o ideal, um passo de cada vez, recomeço, um dia de cada vez. Não deixe que o passado roube o futuro que pode ter. Já passei por algo semelhante alguns anos atrás, é muito dolorido sim, mas às vezes é o impulso que a gente precisa pra ir mais longe, é o passo atrás que a gente dá pra pegar impulso e alcançar outras coisas mais distantes. Torço muito por você, sempre! Sabe que pode contar com minha amizade sempre.

Beijos ♥

Andreia Sales disse...

Eu sempre digo que toda mudança é traumática pra traz nosso fortalecimento e crescimento. Não traumático no sentido ruim e sim no sentido de movimentar-se.
Bjks da Mãe Vaidosa

Maria Teresa Valente disse...

Oi Patrícia, ninguém pode dizer o que seremos, mas você pode decidir o que ser, muitas vezes não é o que queremos, mas será o suficiente para nos amadurecer.
Acredito em mudanças, são sempre para melhor, embora hoje pareça não ser.
Você é uma menina de muita fibra, foque no que disse a Fernanda Reali, com muita propriedade. Abraços carinhosos
Maria Teresa

She disse...

Minha querida, toda mudança traz um turbilhão de incertezas, dúvidas e vontade que dê certo. O importante é sempre ir em busca da dona felicidade. E para arrumar primeiramente precisamos desarrumar e que tenhamos sempre a oportunidade de recomeçar, porque só recomeça quem está vivo. ;)
Beijo, beijo!
She

Marion disse...

Querida, vai firme. E, lendo o que Fernanda e Tays deixaram escrito pra ti, apoio tudo que disseram, mesmo sem saber o que se passa exatamente.
Abs.

♥ Nanda ♥ disse...

a uns 08 meses atrás aconteceu uma mudança radical que mudou toda
minha vida, me deixou de cabeça
pra baixo do zero
mais acabei aprendendo que
mesmo com tudo isso estou pronta e desafio as mudanças
que sua caminhada seja assim cada dia
Nanda
beijokas
Linda Noite

Sendo a mãe da Isa e da Gabi
Google+Nanda

Colecionador de palavras disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Colecionador de palavras disse...

Texto incrível! Uma narrativa que nasce da mais real e inventada realidade. Palavras que emocionam pela maneira indizível de tocar o outro. Desejo o melhor para essa família incrível, que as mudanças tão potentes agreguem ainda mais afeto a essa família que transborda sentimentos de maneira tão artisticamente viva.

melissa disse...

Mudanças são necessárias...fazem a vida ter sentido!
Que tudo dê certo!
Bjs
Boa semana

Chris Ferreira disse...

Oi Pat, as mudanças são necessárias e na maioria das vezes são para nos colocar em um caminho que vai ter um destino melhor. Somos nós que escolhemos e fazemos isso a cada momento. E podemos sempre escolher fazer com que cada situação por mais difícil que seja se torne melhor. Podemos escolher em como vamos deixar a situação influenciar as nossas emoções.
Uma ótima semana pra vocês
beijos
Chris
Inventando com a Mamãe

Diacuy Piccione disse...

são seus pés que definem a caminhada. Tai o jogo zerado e de caixas e malas prontas pra começar tudo de novo. Uma mulher tão inteligente que escrevae uma frase dessas, com certeza vai saber fazer as mudanças necessárias, por mais que doa. Sorte e um abraço bem apertado.

Zuleide Felisberto disse...

mudanças sempre são bem vindas, mesmo q as x não entendemos!

boa sorte!

Sandra Peres disse...

Pois é, Pat, estamos na mesma situação, recuar para pegar força e continuar caminhando, que bom que você já conseguiu mudar rápido, eu mesmo me decidindo, ainda fico uns meses no banho maria, em contagem regressiva para recomeçar.
Torço muito por você e confio que vai dar tudo certo.
Daqui a pouco tempo estaremos rindo disso tudo e comemorando nossas conquistas.
Beijão e uma ótima semana de mudança!

Ana Paula Mello Vianna disse...

Mudanças nos fazem crescer... isso é fato.
Desejo sorte a você, muita mesmo.

Beijinhos