9 de jan de 2012

O Meu Lugar

Você tem um lugar que é seu? 

Um lugar onde não importa se você percorreu estradas sinuosas, se entrou em desvios, ou descaminhos, mas basta pisar lá, que você está em casa?
Desde o primeiro momento em que pisei, tive certeza de que pertencia aquele lugar. Foi ali que passei tardes da minha juventude, papeando com amigos...
Foi ali que namorei, sonhei, fiz planos e comecei minha jornada na vida adulta junto com o namorado,  hoje marido, sentados à beira do lago...
Ali, eu e marido, enfrentamos e superamos a primeira das muitas batalhas que a vida nos apresentou...

Meu filho foi apresentado a esse parque ainda na minha barriga.

Era ali meu refúgio secreto durante a gravidez e caminhava diariamente no seu chão de asfalto e folhas, alimentando marrecos e patos.
O primeiro passeio do pequeno, já fora do útero, foi nesse parque. E seus primeiros passos também foram dados ali. 
E mesmo, quando mudamos de bairro, indo para longe. Meu coração manteve-se preso aquele espaço, e sempre que posso, é pra lá que vou, afim de recarregar minha bateria. 


Marido e filho aprenderam a amar incondicionalmente esse lugar também. E hoje, o espaço que era meu, transformou-se em nosso.

Espaço coletivo que representa o amor que nos une.

E, se você quiser conhecer esse lugar que é meu, tire uma tarde de folga e vá conhecer o Museu da República - funciona todo dia das 9h às 18 h.   

Lá, você pode fazer uma caminhada, sentar em um dos muitos bancos e apenas ficar horas contemplando o ir e vir do patos e marrecos, a suavidade do lago e se tiver sorte, ouvir um dos muitos grupos de serenatas que tocam por lá. Faço uma aposta com você, vai ser amor a primeira vista!

E você, qual é o seu Lugar?

9 comentários:

Luci Cardinelli disse...

Gosto demais do lugar, embora faça tempo que não vou por lá.

beijoss

Lola disse...

Parques acabam fazendo parte da nossa vida não é Pati? O meu é o Museu do Ipiranga, onde passei praticamente a minha infância e juventude.
Lindo lugar!

Bjs

Lin Sousa disse...

olá, o meu lugar e que só conheci em 2007 é o pão de açucar.. eu o visito sempre na época da carioquinha , pq é mais barato ..o namô que não gosta muito pq eu e a torcida do flamengo e corintians juntas vão lá .. mas quando chego lá em cima e olho a paisagem , é como se estivesse num outro mundo ..bjks LIN

Luciana Santa Rita disse...

A cidade (Maceió) que moro não tem muitos parques, mas tem um lugar no calcadão da praia que também denominei "o meu mundo", e, agora também, é do meu filho.

Beijos,

Bel disse...

Meu lugar é o mar... seja onde for. Basta olhar pra ele, estou em casa, estou em mim!
Beijo, amiga!

Clau Finotti disse...

Oi Patrícia!

Por ironia do destino nasci no interior do interior do fim do mundo,rs, mas meu lugar também é o mar, nem que seja uma pontinha, no meio de prédios ou árvores, ainda assim me fascina.

Estou com a Bel.

Aconchegante seu lugar e parece que o filhote gosta bastante tbém!

Que menino lindinhoooo!

Beijos.

Clau

Letícia Alves disse...

Nas minhas rápidas visitas ao RJ ainda não conheci o Museu da República, mas claro que com essa apresentação, é que vou querer mesmo conhecer.
Vi fotos de um amigo que esteve no RJ no fim do ano e me encantou mesmo.
Um abraço!

Adelaide Araçai disse...

Adorei conhecer o seu lugar... e nem precisei pensar para responder, pois o meu lugar é a Rua das Flores em Curitiba, mesmo tendo ido morar em outra cidade, por vezes viajava horas, para chegar lá e ficar zanzando pelo calçadão, colocando minhas idéias em ordem, para então regressar a outra cidade. Achava que era insano em demasia minha ansia pelo espaço que me acalma, me faz feliz....rsrs Mas vejo, através de suas escritas, que não sou a única.

Muita Luz e Paz!
Abraços

Big Vício BBB disse...

eu adooooro o Museu da república! temos fotos das crianças lá desde bebezinhos, em todas as estaçoes do ano, amooo. Depois da saída da Anelise e da entrada da Magali, o parque ficou sujo, feio, abandonado, a brinquedoteca e o café da frente foram desativados. Cada vez fui indo menos, mas ainda gosto. Amei "passear" aí contigo.