14 de jun de 2011

Enganando seu Filho:

Eu engano meu filho. Podem me chicotear, eu mereço. Mas, coloco inhame no feijão, berinjela/espinafre ou brócolis no molho do macarrão ou lasanha. Digo que peixe é frango com gosto diferente, que omelete é panqueca aberta e que banana amassada com farinha láctea é apenas mingau, sem a banana...

Não pense que sou uma mãe má, mas quem tem como filho uma criatura capaz de separar pedaços minúsculos de quaisquer itens indesejados do seu prato, leia-se como indesejados: qualquer coisa verde, laranja ou roxa; nessa situação, tenho ou não que pensar em alternativas criativas? 

E, não adianta fazer carinha na comida, colocar firulas variadas, o danado não come. Além do mais, por ter refluxo e uma fácil tendência ao vômito, se sentir na boca quaisquer dos itens citados acima, faz ânsia de vômito, quando não bota pra fora! Mãe sofre.

Foi assim que nasceu o Macarrão à Carbonara, que de carbonara só tem o nome.

Falso Macarrão à Carbonara:
Ingredientes:
1/2 kg de macarrão parafuso
200 gramas de bacon
1 berinjela pequena
1/2 cebola média
1 lata de creme de leite
100 gramas de azeitonas
1 pacote de queijo ralado
Folha de manjericão

Preparo:
Cozinhe o macarrão em água fervente, depois de cozido, reserve.
Pique o bacon em pedaços mínimos (como meu filho é a criatura, mínimo é mínimo mesmo)
Rale a cebola (você pode picá-la, mas no meu caso, não pode existir resíduos de cebola)
Pique a berinjela em pedaços microscópicos.
Pique a azeitona.

Modo de fazer:
Numa panela bem quente, jogue a cebola e o bacon até dourar.
Quando estiver bem dourado, jogue as azeitonas e a berinjela até a última ficar translúcida (o intuito é virar uma pasta bem cremosa)
Coloque o creme de leite e tempere a gosto ( não coloco sal, apenas o manjericão, mas isso depende de cada um)
Espere engrossar, mas sem levantar fervura.

Montagem do prato:
Num refratário, coloque uma concha do molho e espalhe pelo fundo, distribua em seguida o macarrão, intercalando sempre com o molho.
Cubra com o queijo parmesão ralado e coloque no forno pra gratinar.
Sirva, saboreie e reze para o seu pequeno estar de bom humor e não detectar nenhum pedaço de berinjela ou azeitona no macarrão! 

13 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

vou repassar o link para parentes q tem filhos q tb n comem verduras e cia. a receita é bem legal, gostei. fora q deve ficar mto bom.

no futuro seu filho vai te agradecer, por ter crescido forte e saudável.
bjs

Cintia Branco disse...

Patrícia,

sofro com isso e o meu acha qualquer coisa no prato, não come carne a não ser esturricada, não gosta de verduras, e não é adepto de novidades, ainda agora deu para enjoar arroz e feijão, massa ele come tranquilo e aí tenho que fazer milagre, massa com presunto, presunto com massa, massa com presunto... Sofro, interessante que meu filho também teve refluxo quando pequeno e qualquer coisa ele joga para fora. Médico disse que é normal e com o tempo ele aprende a comer e que os gostos mudam. O que ele gosta é fácil saber, tomate, arroz, azeitona, milho e só, rs.
Beijos e obrigada pela dica, pelo menos sei que não sou a única.

Iara disse...

Oi linda, enganar assim pode, sem problemas.
Eu fazia umas coisinhas piores pra eles comerem. kkkk
Não é má não, é só mãe mesmo.
Que são tudo igual, só muda o endereço.
Beijos

Keilla Colombo disse...

Patricia...morri de rir, pois me lembrei quando eu era pequena...
Eu sempre comi de tudo, mais meu sobrinho/irmão que é 3 anos mais novo, não comia nada colorido, e minha irmã ficava enganando ele, e ainda pedia para mim confirmar...ai de de mim se não ajudasse...rsrsrrs
Quanto ao macarrão adorei a receita, já está no meu caderninho, para quando der...

Bjão

Celina Dutra disse...

Patrícia,

Minha neta (13 anos) é igualzinha seu filho. Só que mesmo ralando cebola, ela sente o gosto e não come. Também não sei como identifica o gosto... eu não sinto. Gostei da receita do macarrão, mas certamente ela não comerá. rsrs Só come macarrão frito na manteiga com 1 pouquinho de extrato (não molho) de tomate! Vó também sofre!

bjos

Juliana disse...

Patricia, eu tambem engano a Isabella quanto aos alimentos, pq senão ela não come nada. E o pior, ela só experimenta depois q vc dizer o que é... bjs

Telma Maciel disse...

Haha! TEM que enganar... dá pra contar nos dedos a criança que come bem hoje em dia... A mãe dessa cria deveria levantar a mão pros céus e agradecer muito!!! rs
Sofia AGORA começou a comer macarrão, mas ainda é mto pouco... AGORA ela começou a comer queijo tbm. Na boa... minha filha quase sobrevive de vento! rs
Beijooo

Bel disse...

Acho que toda mãe faz isso. Meu primo não comida frango, então minha tia dizia que era Peru eelecomia feliz! hahahaha

Patricia Daltro disse...

Senhor ou senhora anônimo, você é o que chamamos de analfabeto funcional: Sabe ler, mas é incapaz de interpretar a leitura. Mas, tudo bem, a capacidade de entender o que é ironia é para poucos. Uma pena. Recomendo um pouco mais de leitura e uma terapia, por que com certeza, porque você tem problemas sérios com sua mãe.
ah, e obrigada por me divertir num domingo tão tedioso.

Nin@'s Cupcakes disse...

Pati, com certeza o "Sr ou Sra Anônimo" não tem filhos, não sabe o que é educar e provavelmente não teve uma mãe que gostasse dele/a.
O seu "enganar" é a procura de uma alimentação diversificada e saudável para o seu filho. E não há mal nenhum nisso.
Enganar, mentir e usar de anonimato sim é ser um monstro...não tem nem coragem de mostrar quem é. Deve ter vergonha de si mesmo/a.

Alessandra Rigazzo disse...

A primeira preocupação de uma mãe saudável (oi?)é nutrir seu filho.
Matar a fome com qualquer coisa não basta. Queremos NUTRIR! E para isso enfrentamos e criamos.
Ótima receita!

Bjo,
Ale

Simone Aline disse...

Aff! Sem comentários do último comentário... =O
Adorei o post. Quando trabalhava fora, tinha uma amiga médica que pedia pra fazer bolo e levar no tabuleiro às sextas feiras. E ela saía da clínica mais cedo, chegava em casa antes das filhas, colocava o tabuleiro no forno (com bolo já pronto) e ia buscar as meninas na escola, já dizendo que tinha feito o bolo do final de semana... rsrsrsrsrs
E as meninas cresceram achando que os bolos deliciosos do final de semana eram feitos pela mãe!kkkkkkkkkkkkkkkkk
Depois de grandes, aí foram saber da verdade! É um assunto que nos diverte até hoje!!! (tanto a mãe quanto as filhas).
Bjks!

Fernanda Reali disse...

Ai, eu engao os meus de vez em quando, ralando uma abobrinha no molho, cozinhandi uminhame no feijão, mas nas coisas grandes fica mais difícil. Guga nao come bife, carnede nenhum tipo, aí complica. Helena, criada igualzinho, come tudo... eu te entendo e te apóio, mas acho que bacon não deve dar nunca para criança, pois é uma gordura com calorias vazias, sem nutrientes, muitos conservantes. Troque-o por um eitinho de frango sem pele.

beijooo