28 de mai de 2011

Pé ante Pé

Demorei para entender que às vezes, as coisas simplesmente acontecem. Sem porquês, ou causas anteriores, apenas acontecem. Claro que em muitas ocasiões, são nossos pés que traçam o rumo da estrada que percorremos e tudo o mais é consequência das escolhas feitas anteriormente.

Mas, em dado momento, as coisas acontecem sem que nada do que você tenha feito anteriormente tenha interferido. E, é nesses momentos que você oscila entre seguir em frente ou continuar ali, tentando entender o porquê. 

E, como não existem porquês, você apenas zanza em círculos, impotente demais para mudar o acontecido. E, é claro, quando você luta e dai percebe num determinado momento, que lutar é ainda a saída mais fácil, que o mais difícil é aceitar o que está ali e aprender a desistir. 

Entenda, que não é desistir da fé, mas desistir de dar murros em ponta de faca, desistir de dar braçadas lutando contra uma corrente que é mais forte do que seus braços. Aprender a lidar com a maré. Isso sim, é o mais difícil.

Viver um dia de cada vez é entender que o pé direito sempre vai após o esquerdo, e é assim que construímos passos, talvez isso implique em caminhadas futuras, no entanto, concentrar apenas no pé que apoiá, sem pensar em mais nada, faz parte de um processo seguro anti-loucura. 

Pensar no que virá a seguir, ou no que nos espera na próxima esquina, ou ainda, na estrada que acabamos de deixar para trás, tudo isso implica em não seguir em frente. Mesmo que as lágrimas insistam, mesmo que a dor seja maior do que você seja capaz de achar-se capaz de aguentar,  um pé sempre vai após o outro e os passos serão dado, rumo a algo ou algum lugar qualquer, que talvez seja melhor, ou não, a aquele que você está. 

Acreditar nos meus pés e passos. Talvez seja isso que esteja fazendo agora. Incerta dos rumos que se desenham perante meu olhos. Mas convicta de que é isso que posso fazer por hoje. E, por enquanto, isso é tudo que posso fazer, mesmo doendo.

13 comentários:

Celina Dutra disse...

Acreditar sempre nos passos e dar os passos, pequeninos que sejam, porque o ser humano nunca estaciona, se não anda para frente retrocede.
Uma caminhada com alegria para você, mesmo doendo, isso é possível.

Beijo

Thaisa Santos disse...

Caríssima, por isso que quando ventos me tiram da rota planejada espero somente que ao atracar em novo porto ou parar em outras águas que seja para sair maior...parafraseando o filósofo Nietzshe que aquilo que não me mata, me fortaleça,bejim

Tays Rocha disse...

Isso foi uma das coisas que aprendi... que não há muita escolha, a não ser seguir em frente, passo a passo, independente do que estejamos sentindo, se temos ou não coragem, fé ou esperança, o caminho é em frente sempre, é só o que podemos fazer. E que à nossa frente estejam dias melhores, sorrisos e realizações de toda ordem, de toda boa ordem. Beijos e boa semana amiga ♥

Matheus Farizatto disse...

Um texto que realmente nos tira o peso da inútil ansiedade...

Beijo, Patrícia!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

pois é. mta vezes temos vontade de ter perna de pau pra dar passos largos, andamos com o pé esquerdo na frente ou junto com o direito e lá vem o chão.

o segredo é esse, um passo de cada vez, na ordem, tranquilo.

o ruim é a pressa de se chegar aonde queremos, fazer o que...

bjs e boa semana! nem preciso falar que achei o texto ótimo ne

Hanny Meire disse...

Eu também demorei a entender isso ! Só quando a gente aprende e entende essa grande verdade, é que consegue levar a vida adiante com mais esperança e menos tristeza. Bjs, boa semana !

Yara disse...

Ola, Me identifiquei com alguns textos seus. parabens escreve muito bem. Ja esta favoritada, para que eu possa te visitar sempre. bjs

Rafaela Andrade disse...

" Viver um dia de cada vez é entender que o pé direito sempre vai após o esquerdo, e é assim que construímos passos, talvez isso implique em caminhadas futuras, no entanto, concentrar apenas no pé que apoiá, sem pensar em mais nada, faz parte de um processo seguro anti-loucura."

Essa frase era tudo o que eu precisa ouvir hoje. Obrigada!!!

Passei hoje para deixar um convite:

É festa no Apenas um Ponto esportivo: O blog se uniu ao Apenas um Ponto e está comemorando aniversário, participe das promoções!
1- Sorteio pelo Twitter em quem seguir o @apenasumponto do audiolivro - Danilo Gentili – Politicamente Incorreto - para download.
2- Sorteio pelo blog do livro Jogando Para Vencer - Col. Na Vida Como No Esporte

Um beijo!
Rafaela

Maria Lúcia Marangon disse...

Querida, viva um dia de cada vez, mas sempre lutando para que o dia de amanhã seja melhor que o de hoje.
Força e fé!
Beijos!
Maria Lúcia

Cintia Branco disse...

Patrícia,

Aí está a dificuldade, entender que não estamos desistindo e nem deixando de lutar, perceber que é muito mais difícil se adaptar e que esta é uma etapa primordial para mantermos a saúde e a sanidade. Preciso aprender, um dia de cada vez, rs.
Beijos

Monica Loureiro disse...

Que post delicioso...
Adorei ter vindo aqui...

Macá disse...

Patrícia
às vezes posso me esquecer e tentar atropelar os passos, mas aqui em casa todos sabem meu lema:
Na vida, só devemos andar para a frente. Um passo a cada vez e com esperança na alma, fatalmente chegaremos lá.
bjs

Luci disse...

eu concordo, discordando!
pra tudo existe um porque sim, que nos segue de outras vidas vividas em outros tempos...
um dia de cada vez. é dificil, mas é a melhor maneira de ir...100pre em frente!
bj