26 de jan de 2010

Eu Não Gosto Do Óbvio

Eu não gosto do bom gosto
Eu não gosto do bom senso
Eu não gosto dos bons modos
Não gosto

Mas eu gosto da Tessália e sua língua afiada. Só acho que ela precisa se mostrar mais e sair da vibe Alberto em final de carreira, que assumiu.

E daí, que fala que joga? Aquilo ali não é um jogo? E daí que aponta a falsa perfeição da galera? Se formos acreditar em metade do que é dito ali, eles todos deveriam ser canonizados. E daí que se arrumou com Michel? Primeiro que os dois são nerds, afinidades parecem ter aos montes (pelo menos ela não chamou o cara de bicha uma semana depois de trocar beijos com ele), se não são um casal que enche os telespectadores de tesão, meu povo, arranje um tesão para você e não tente ser feliz com o dos outros. E daí que seus seguidores começaram via script, tem um monte de gente que faz isso e que eu saiba, não é crime, bolar estratégias para se promover, alias, não é isso que define um BBB?

Então, gosto da Tess, talvez não o suficiente para já entregar o milhão e meio, mas o suficiente para torcer que fique ainda uma boa temporada na casa e que faça o papel de meninamá.com que está começando a assumir.

Eu hospedo infratores e banidos
Eu respeito conveniências
Eu não ligo pra conchavos
Eu suporto aparências
Eu não gosto de maus tratos

Eu não gostava do Dourado. Nem na 4ª edição, nem no inicio dessa. Mas, ele vem crescendo aos meus olhos, principalmente quando sai do papel perseguido e parte para o deboche e ironia. Desse Dourado gosto, mas também não tanto para já declarar campeão em duas semanas de jogo. Alias, isso anda me aborrecendo por ai, deixa o jogo acontecer, deixa o cara dizer a que veio, sem força a barra com edições tendenciosas.

Na mesma linha eu também gosto do Alex, que é chaaaato, mas tem umas tiradas boas, lê o jogo bem e que dependendo das alianças que forme, pode fazer esse BBB fugir da maldição das edições pares.

Eu aguento até os modernos
E seus segundos cadernos
Eu aguento até os caretas
E suas verdades perfeitas

Dicesar, Serginho e Angélica precisam crescer e saírem do discurso de vitimas ou do da festa e fazerem efetivamente parte do jogo. Não são os donos da verdade, até porque não existe uma verdade e cada um tem a sua.

Eu gosto dos que têm fome
Dos que morrem de vontade
Dos que secam de desejo
Dos que ardem?

E é por isso que gosto da Lenita e da Maroca (mesmo com sua voz irritante). Não acho que Lena sofra de baixa-estima e por isso assumiu a postura porra-loca da Lenita. Realmente acredito que ela é o que é: Non sense, sensual com todos os seus quilos a mais, irritante, sem senso, autentica! Falta se focar mais no jogo e diminuir o dramalhão mexicano nas votações.

Gosto dela e da Maroca por que elas não escondem sua sexualidade, por que se divertem, por que não parecem se importar nem um pouco com o que estão pensando lá e aqui. Elas vivem a experiência da casa em toda plenitude e desejo, buscando talvez, não o milhão e meio, mas entrar na galeria dos imortais dos BBBs. Espaço restrito para poucos. E ardem, ardem muito...

E, só para lembrar, ainda estamos em duas semanas de jogo, deixa para escolher o campeão depois que todos tiverem mostrado a verdadeira face. Agora, é muito cedo.

Música e Letra: Adriana Calcanhoto

Nenhum comentário: