26 de set de 2009

Cenas de Um Divórcio

Cena 4 - Eu fico com o disco do Pixinguinha...
(Francis Hime e Chico Buarque)

A confusão começou na hora de dividirmos as coisas. Até então, tirando o episódio primordial (quando ele pediu o divórcio), tudo estava transcorrendo na maior paz. Mas na hora de saber quem ficava com o quê, a coisa pegou!

- A coleção do Machado de Assis fica comigo! - o Ex bradou, já colocando os livros dentro da caixa.

- Claro que não! - Retruquei, retirando os mesmos da dita cuja. - É minha!

- Mas, você já ficou com os da Clarice!

- E, mas te deixei Shakespeare!

- Sei, mas não quis me dar o do Manuel de Barros!

- Ora, ele não pode se separar da Florbela Espanca!

- É, mas você não reclamou quando separou Fernando Pessoa de Camões! Eles são portugueses, deviam ficar juntos!

- Os portugueses se separaram quando vierem dar por esses costados, não tem um problema muito grande se separarem novamente...

- E Borges, fica com quem?

- Borges, não! Borges é meu!

- Tudo bem então fico com Garcia Marquez!

- Eu te dou Garcia Marquez se me deixar ficar com Virginia Woolf e Kafka.

- ...

- O que foi?

- E Henry Miller, o que vamos fazer com o pobre do Miller?

- ...

- Eu não posso... Eu não posso ver isso! Fico pensando neles sozinhos, em um apartamento estranho... Imagina o Graham Greene ao lado de Jorge Amado, ele que sempre ficou ao lado de D.H Lawrence, de Tolstoi, de Jane Austen...

- E o Jorge?

- Borges?

- Não. Amado... Como separá-lo da Rachel de Queiroz? Da Lígia Fagundes? Da Nelida...

- E os Andrade? Não posso separar Oswaldo, do Mario...

- ...

- Não chore querida... Por favor, não chore...

- É que... é que... é que não posso nem pensar em abandonar o Veríssimo!!!

- O pai?

- O filho...

- É... O Luiz... Demos boas gargalhadas com ele, não é? Com o pai também, boas lembranças...

- E se a gente revezar?

- Como?

- Assim, cada semana fica com um.

- Biblioteca itinerante? Acho que não vai dar certo...

- O que você prefere? Separá-los? Nunca! Só por cima do meu cadáver!!!

*********************************************************************
Instantâneos:

>> Uia, meu prêmio chegou! O Livro Para Ler Como Um Escritor de Francine Prose, editora Zahar está em minhas mãos e olhos. Comecei a ler já e assim que terminar vou fazer uma resenha para publicar no blog dela, que é só de resenhas (não tenho o link, ainda!), pedido feito pela Georgia Aegerte e prontamente aceito.

>> Eu adoro a Mamis, todo o dia fujo para Marte para ler seus posts espirituosos e essa semana ela me deu um este selinho:

Agradeço o carinho e repasso o mimo para todos os frequentadores desse espaço. Ou seja, tá vendo o quadro na lateral Consulte também? Pois é, todos os que estão ali são os meus indicados.

Nenhum comentário: