25 de mai de 2009

As Amigas

Ninguém podia com Ella. Bonita, inteligente, humor feroz e um sarcasmo fantástico. Gostava dos homens ali ô, aos seus pés, de preferência abanando o rabinho. 

Nos encontros com as amigas, fazia e acontecia. Aprontava todas nas boates. Até que conheceu Dagoberto. As amigas horrorizadas: - mas com tanto homem, você tinha que escolher logo esse? 

Mas, afinal, qual era o problema de Dagoberto? O cara era um crápula. Se existisse um Sindicato de Canalhas, ele seria o sócio fundador. 

Bonito ele até era, inteligente também. Mas, era daqueles que paravam na rua para acompanhar rebolado de mulher. E isso, com Ela do lado! Pode? Podia. Pelo menos para Ella. Que parecia não enxergar nada. Perdidamente apaixonada. 

As amigas, Ritinha, Dora e Linda, estranhavam a transformação, já não saia mais e quando iam visitá-la sentiam-se no meio de um seríado da década de 60: Dagoberto deitadão no sofá, enquanto ela na cozinha preparava a comida. 

Decidiram dar um basta naquilo. Descobrir a causa. Se Ella continuasse naquele estado, o que seria da luta das mulheres? Vergonha total. Procuram respostas: livro de auto-ajuda, esoterismo, espiritismo - sai desse demônio, pobre corpo! e nada. Nada era capaz de explicar tal mudança de comportamento. 

Foi Ritinha que sugeriu irem numa mãe de santo - Se traz a pessoa amada em três dias, quem sabe afastasse o Dagoberto dela? 

Era em Cascadura, terreiro da Mãe Pretinha do Pagamento à Vista.Em meio a fumaça de cachimbo e batuques veio a sentença: - Isso é incosto, misifia... hum!aham! incosto dus brabus... 

- Mas como retira isso? - perguntaram desesperadas. 

- Hum!aham!hum! A Pomba Gira pode tirá. Mas tem qui fazê um agradu pra ela. aham!hum! Mas, isso num é coisa procês não. Faz seguinte. Acerta ali com Adalton que nos faz o surviço procês.

As amigas se entreolharam. Para uma situação desesperadora, medidas desesperadas. Acertaram tudo com Adalton, o que significou desembolsarem R$500,00! Mas Ella era sua amiga. O bastião do feminismo. Se ela sucumbisse, todas cairiam em seguida. 

Semana seguinte, Dora esbarra com Ella no shopping. A primeira coisa que faz é perguntar sobre o Dagoberto. 

- Uê, você não soube? Nós terminamos. 

Sem esconder o sorriso, a amiga pergunta o motivo. 

- Aquele cafajeste! - diz Ella, revoltada - você acredita que o crápula me trocou pela Ritinha?! 

-...

Nenhum comentário: