16 de jan de 2014

Contradições

Eu falo das coisas que não deveriam ser ditas. Eu acredito em promessas, que sei que não serão cumpridas. Eu finjo sorrisos e anseio por abraços. Tem horas em mim que a felicidade jorra nos gestos, tem horas que falta. Sinto sozinha uma cidade repleta de faces. Eu fico em silêncio, rodeada de sons. Eu falo em angústias e procuro poesias. Contradições.

3 comentários:

Maria Teresa Valente disse...

Passei para lhe deixar abraços carinhosos, Maria Teresa

Tays Rocha disse...

Contradições... como as conheço...
Beijos e boa semana ♥

Júlia Albuquerque Vieira disse...

Patrícia boa noite,

Muito bom seu texto , como sempre,

Beijos
Júlia (Lisboa)