24 de set de 2013

Teoria da Corda

Toda corda pode ser tensionada. Mas há que se arcar com as consequências de uma corda demasiada esticada. Uma hora, ou ela arrebenta e suas metades voltam-se para os que a tensionaram na mesma força e intensidade, ou ainda, apenas escapole de uma das mãos e, também se dirige a quem ainda a segura, na mesma força e intensidade da sua tensão. 

E corda arrebentada e/ou escapada, quando volta, machuca, magoa, até mesmo sangra aquele quem ela atinge. E mesmo quando o tempo passa e a corda volta a sua tensão natural, as marcas que ela deixou, são indeléveis.

Um comentário:

Cláudia Pinto disse...

Perfeito!

Vou compartilhar.

beijos