18 de mai de 2011

Vai me ler lá, vai!

Ô que chique, meu conto Oito Anos - foi selecionado no Concurso de Conto organizado por Elaine Gaspareto - o meu e o de mais 19 talentos. E você pode conhecer todos os finalistas indo no blog feito para isso: Concurso Conto Vidas!

Oito Anos
Patricia Daltro
Não lembro muita coisa daquele dia. Lembro que era feriado. Minha mãe odiava feriados, porque tinha que trabalhar e não havia escolas para mim e meu irmão. Lembro de ela me mostrar as panelas em cima do fogão, a comida feita. Eram cinco e quinze da manhã, eu cambaleando de sono resmungava um entendi, para tudo que me mostrava. Isso é o feijão, aqui tem o arroz, é só esquentar. Tem ovo na geladeira. Não deixa o Maicon chegar perto do fogão enquanto estiver esquentando a comida. Vou pedir para a Iraci passar o olho em vocês. Cuida do seu irmão, eu volto logo e um beijo.

Ela me dava um beijo estalado na testa, um outro no meu irmão, que dormia enrodilhado na cama dela. Era assim todo dia, nesse dia também. Ainda virou para trás, mais uma vez pediu que olhasse Maicon. Eu já estava deitado, mal ouvi quando a porta bateu...

Para continuar a ler, venha ao Concurso Conto Vidas

6 comentários:

Giuliana: disse...

Parabéns, Paty!

Vou lá conferir o seu conto na íntegra. ;oD

Beijos

Celina Dutra disse...

Vou lá...O conto que queria ler! Bjo

Vanessa disse...

Já li , já gostei, já comentei. Acho que os concorrentes não vão poder votar, será que vão. Tá muito chato isso , eu sou fã de alguns concorrentes, como vc!

Beijos

Glauber Bolzan disse...

Não sei como achei seu blog, mas o conto é excelente. Parabêns!

Irene Moreira disse...

Patrícia
Já fui lá, já comentei e digo o mesmo que a Vanessa. Será que os concorrentes não vão poder votar?

Parabéns amiga!! Ler seus contos é bom demais! Só falta editar o teu livro.

Beijos

Fernanda Reali disse...

Amei os tesxtos que estão sendo publicados, todos, mas gostei mais do teu e do da Alexandra, me identifico mais, queria tê-los escrito.

Obrigada, Pat, pelas máscaras de dormir em embalagens tão caprichadas e pela companhia.

Beijooooo