16 de mar de 2012

Um dia, um adeus...

Um dia escrevi por aqui sobre reinvenção. Que não importa a idade, a etnia, a renda, mas todos nós mudamos o tempo todo, querendo ou não. E, é preciso sempre estar atento a essas mudanças, a essa (re)construção de si mesmo.

Tem alguns anos que venho me observando e percebendo que algumas áreas tem precisado mais de mim do que outras, enquanto umas crescem e se impõe, outras se aquietam e calam. 

A escrita em mim anda calada. São raros os momentos que ela ainda se permite vir a tona, e nem sempre consigo colocar no papel, as letras que surgem. 

E esse blog é o reflexo disso, cada vez mais posts republicados e as poucas vezes que escrevo alguma coisa nova, sinto que não é aquilo que queria escrever, a minha escrita, que possui um estilo próprio, uma voz única, insiste em não se fazer presente. Não se enxergar naquilo que se escreve anda me consumindo. 

Nessas horas, não adianta dar murro em ponta de faca. Essa ausência faz parte das escolhas assumidas por mim, então, nada mais lógico que encare a realidade. É preciso dar um tempo.

Um tempo do blog, um tempo da escrita, um tempo para que eu possa me reinventar ou não nessa praia. Que possa descobrir se foi a minha escrita que se calou ou se fui eu quem calei ela.

Então é isso, o A Vida Sem Manual encerra suas atividades, se para sempre, se até a próxima semana, não sei dizer. Se voltar, vai ser para uma volta as origens, naquilo que um dia me propus, ser um blog literário, espaço para meus contos e crônicas, não um diário virtual - que é no que vem se transformando nos últimos anos.

Não vou sumir da vida virtual, isso é impossível para mim, vocês poderão me encontrar no twitter: PatriciaDaltro - no Facebook - Patricia Daltro - no e-mail: patricia.daltro@gmail.com e é claro, na minha loja virtual: Bichos de Pano.

Agradeço a cada um dos que passaram por aqui ao longo desses anos, cada comentário, cada e-mail recebido, tudo foram carinhos que guardo dentro do peito. É por vocês que não quero acabar em definitivo. Mesmo que não volte, quero ter aqui um recanto para relembrar os amigos que surgiram, as identificações que me faziam crer que o que escrevia eram mais do que simples palavras.

Obrigada!

13 comentários:

** Dri ** disse...

Poxa, que pena!!! Adoro seus textos!!!!
e não perderei vc de vista não!!!
bjos e boa sorte!

SANDRA disse...

Fiquei mega triste, pois agora que te conheci e curti pra caramba o seu blog.
Seja feliz!


Bjo oto bjo!

Lúcia Soares disse...

Patrícia, reparo que isso vem acontecendo com muita gente, acho que as pessoas que pensam esgotaram seus argumentos todos, suas opiniões, pois tudo anda numa leveza muito falsa, todo mundo aponta o dedo pro outro, como se só sua verdade valesse.
Acho que é só uma fase, não deixe que se cale em você as palavras tão bonitas que escreve. Procura inspiração em outras coisas, outras pessoas, esqueça a superficialidade do ser humano em geral, pois só tende a aumentar, tudo hoje já chega pronto, é um imediatismo voraz. Acho que você está desencantada. Mas passa, pode esperar.
Beijo!

Lola disse...

oi Pati!
Sempre acompanho vc por aqui e sempre gosto daquilo que escreve...sinto por isso mas também acho que cada um sabe a hora de descansar, parar e até de se renovar não é?
Que vc volte logo com mais textos maravilhosos então!
Bjs

Luci Cardinelli disse...

Se você está com essa necessidade, precisando desse tempo, tem todo meu apoio. Vá e reinvente-se !! Você sabe que estou aqui, né?
Eu confesso que meio que ando arrastando meus blogs, bastante desmotivada para escrever, vamos ver até quando.

beijoss e ótimo final de semana!

Cissa Branco disse...

Patrícia,

Use o tempo que for preciso, estarei aqui lhe aguardando, de tudo que li só tenho uma certeza, a confiança plena em seu talento!
Grandes beijos de sua grande fã

Bel disse...

Amiga, nada de ADEUS. Um ATÉ LOGO, um VOLTO DEPOIS, ou no máximo um GUENTA AS PONTAS AÍ QUE O BICHO TÁ PEGANDO.

Eu também estou com muita coisa borbulhando na vida e na cabeça, mas na escrita, estou muda. Escrevi muito no "Diário de Viagem", mas foi só relato, nada de "escrita de verdade".

Creio (e preciso crer) que é uma fase, um tempo de silêncio, e um peso de responsabilidade de quem escreve com consciência. E creio também que é a vida que está rolando, pedindo e exigindo mais de nós, como diz a música de Jorge Vercilo (ouça: http://letras.terra.com.br/jorge-vercillo/757203/)
E com toda essa exigência, vamos seguindo, aprendendo, armazenando, para voltarmos mais fortes.
Estou "aqui", onde você sabe que pode me encontrar, e de portas e coração abertos pra um novo encontro, desta vez aqui em minha Ilha.
Amo você, nunca esqueça. Mesmo que fiquemos em silêncio, os corações ainda falam.

Beijo imenso, e um abraço apertado daqueles gostosos que só a amizade de verdade pode proporcionar!

Tays Rocha disse...

Sentirei tua falta, mas precisamos nos respeitar e respeitar nossas fases. Vá e volte quando achar que pode. Estaremos aqui esperando por vc ;o)

Beijos ♥

Thaisa Santos disse...

Patrícia, é uma pena, mas sei como é isso. É preciso respeitar o tempo e principalmente não se cobrar que as coisas sejam como antes porque nunca mais serão o que já foram. Será algo diferente, inclusive o blog. E pode ter certeza que você se encantará e apreciará do mesmo jeito, sendo que de forma diferente. Boa sorte

Irene Moreira disse...

Se é isso que sente deve sim dar um tempo . Sentirei falta de ler seus emails, de ler seus posts, mas sei que logo tudo vai se renovar e voltarás carregada de novas histórias para nos contar.

Beijos no seu coração

Sensibilidade a navegar com poesias disse...

Parabéns pelo belo Blog...me visite

shabby chic bedroom disse...

Good day
Um dia, um adeus...
Creative ideas turn out to be quite qualified in terms of you're posting. I wish you best of luck with your articles.

Gerusa disse...

Adorei!
Se reinventar é uma necessidade e acontece naturalmente.
Se voltar a esse blog, ótimo. Se não,
nos vemos em outros lugares.
grande beijo