25 de abr de 2011

Dieta da Crise

Coisa que não consigo entender é como pode ser tão difícil perder peso e estupidamente fácil perder dinheiro. Pra perder cinco quilos, demoro mais de mês, mas gasto cinco reais, só de olhar a prateleira do mercado!

Gerente de banco sugere um consultor financeiro, o médico, um nutricionista. Bom seria encontrar um meio de caminho, onde consiga perder calorias e ganhar dinheiro na mesma proporção!

Alias, existem dois momentos que consigo fazer dieta sem problemas, no inicio do mês, onde a entrada do salário me permite almoço no quilo, e saladas e grelhados auxiliam na busca do peso perfeito, perco peso, mais na carteira, do que em medidas na cintura, infelizmente...

O segundo momento que consigo fazer dieta, é do meio do mês em diante. Quando meu saldo bancário atinge as mesmas medidas da Gisele Bunchem, mínimas.  

Aliais, esse é o único momento onde a quantidade de calorias ingeridas e a quantidade de dinheiro que tenho e conseqüentemente, posso gastar, se equiparam. Quase não gasto e também quase não como.

Ração humana? dieta das papinhas? Que nada, o segredo é miojo! No almoço, no jantar e rebatendo tudo, um café preto! Se essa dieta não der certo, minha amiga, desista e entrega para Deus.

Ou melhor, para algum santo. Atualmente, apelo pra Santo Expedito, padroeiro das causas impossíveis., mas acho que até ele já sacou que reverter meu saldo negativo e o positivo ao extremo dos meus pesos adquiridos, exacerbou a sua alçada...

5 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

ahahahahaha
realmente como a gente é bom para "economizar" calorias, juntamos tudo no bucho. Mas já o tal de dinheiro, cadê ele????

vou fazer minha novena pro Santo!
bjs e boa semana

Sandra Peres disse...

Eu pensava que só eu não conseguia administrar a balança e a conta corrente, seria tão simples só inverter!!!

Muito bom!!!

Beijos

Fernanda Reali disse...

ótimo texto!!!
Vou levar emprestadoooo prazamiga tudo.

beijooo

Dani Pivatelli disse...

hehe Adorei!!

Fato: "Aliais, esse é o único momento onde a quantidade de calorias ingeridas e a quantidade de dinheiro que tenho e conseqüentemente, posso gastar, se equiparam. Quase não gasto e também quase não como."

Vi no Twitter da REali e gostei. To seguindo
Bj
www.versosetc.blogspot.com

Vanessa disse...

Patrícia, como vc pode escrever tão bem, menina? Comecei bem o dia com seu texto.

beijos!