17 de set de 2018

Insônia

Noite Estrelada - Van Gogh

É madrugada e não durmo.Giro e reviro.Remoendo frases, fatos, acasos.
A mente fervilha.Tempestades. Acizentados pensamentos
Relampejam medos.Chovem impossibilidades.Inundam certezas.
A insônia  consome.
O corpo pede repouso, mas a alma se agita.
A tempestade que irrompe, amanhece. É força da natureza.
E nem mesmo a mente se atreve, por mais que o corpo padeça,
interromper o vendaval que me consome.

Nenhum comentário: